Facelift Renault Clio consegue ver as diferenças?

Renault clio facelift

A actual geração do Renault Clio foi apresentada em 2012, durante este período e embora o Clio tenha recebido algumas criticas relativamente à qualidade de construção destacou-se como líder de vendas do seu segmento em diversos mercados europeus. No entanto o aumento de vendas da concorrência em especial do Peugeot 208 forçam a Renault a lavar a cara do Clio.

À primeira vista as diferenças deste facelift não são muito notórias, vamos ver de mais de perto as novidades deste Renault Clio.

Design exterior

As luzes diurnas colocadas na grelha, passam agora a estar nos faróis e no lugar delas, aparecem dois ornamentos cromados. Os faróis foram redesenhados para acomodar as luzes diurnas e passaram a ter fundo escuro. Quanto ao para choques, este foi também redesenhado passando a integrar faróis de nevoeiro mais pequenos.

Interior

No interior as mudanças são ainda menos notórias, sendo o maior foco da marca francesa a melhoria da qualidade de materiais usados e a montagem dos mesmos, algo que foi sempre muito criticado desde o lançamento deste modelo. O equipamento também será reforçado, com a tabela dos opcionais a receber um sistema de estacionamento semi-autónomo, sistema áudio Bose, entre muitas outras coisas. O sistema de info-entretenimento passará a ser oferecido de série nas versões mais básicas, que não tenham o RLink.

Mecânica

Quanto à mecânica as novidades vão para o bloco 1.5 dCi com 115 CV e uma variante de caixa manual do 1.2 TCe 120 a gasolina.

Em resumo as alterações ficam um pouco aquém das expectativas, mas como se diz na gíria popular “em equipa que ganha não se mexe” e a Renault tentou refrescar o seu Clio sem alterar a receita que  serviu de base para o  sucesso de vendas.


Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz