Este até é um carro que eu gostava de ter

Hoje vou dar início a uma crónica chamada… Bem ainda não tenho bem um nome para ela. A ideia é pegar em carros que eu seria capaz de comprar e que me dariam bastante gozo a conduzir. Basicamente é o que todos os entusiastas de carros faz, ou pelo menos eu faço, olho para um carro e penso, “este até é um carro que eu gostava de ter”.  Acho que já tenho nome para esta crónica…

Olhando para a história do mundo automóvel, vemos que existem carros que nascem fortes e com uma vida cheia de sucesso, outros nascem fracos e destinados ao falhanço. Depois existem uns no meio que apanham as pessoas de surpresa, são de certa forma incompreendidos e que nos levam a pensar “Devo gostar dele?”, “O que que as pessoas vão achar se eu comprar este carro?”.

Esses tipos de carros normalmente são olhados pela generalidade das pessoas com indiferença, mas nós aqui vamos dar exemplos de carros que muito provavelmente já estiveram no vosso imaginário e que até já se imaginaram ao volante de um deles.

BMW 3-Series Compact

O BMW série 3 compacto, é o típico membro da família que é mandado para o quarto quando chegam os convidados ou aquela namorada com que não gostamos de sair à rua porque não sabemos bem o que os outros vão pensar.

Não tem a personalidade de um série 3 standard, não transmite o mesmo poder de ostentação e foi durante algum tempo o parente pobre da gama da marca Alemã.

No entanto existem versões especialmente nas mais potentes que deixariam qualquer viciado em carros com sonhos mais tórridos ao volante de uma maquina destas.

Vejamos, na versão 315ti que vinha equipado com 115 cv e tracção traseira, diversão não falta, e o preço médio para um brinquedo destes tornam-no numa opção bastante apetecível. Se acha que os 115cv não são suficientes, pode sempre optar por algo com mais emoção e recorrer a um 325ti com um motor 2.5 litros de 186cv.

É certo que não é nenhum M, mas no que toca a relação preço diversão este compacto Alemão vai de certeza faze-lo pensar duas vezes quando voltar a ver um.

Ferrari 348

Dizer o numero “348” a um verdadeiro fã da Ferrari, vai fazer com que lhe dê vontade a enfiar um saco preto na cabeça e a afastar-se cabisbaixo com vergonha. Este modelo em especifico foi o único Ferrari a ser retirado de produção antes do tempo, em muito se deveu à sua suspensão ser tão dura, o que fazia julgar que no lugar dos amortecedores, estariam quatro barrotes de madeira. Um claro downgrade no conforto que o seu antecessor “328” possuía.

Devido a esse problema o 348 tornou-se num dos Ferraris mais baratos para se comprar, no entanto, o seu valor tem vindo a aumentar, e isto deve-se ao facto das pessoas verem que afinal eles não são assim tão maus como o que se fez parecer todos estes anos.

Comprar o 348 é comprar um pedaço da era dourada da Ferrari. Não acredita? Existe melhor combinação do que a de um carro desportivo Italiano com uma caixa manual e um v8 com cerca de 300 cv montado nas nossas costas? Já para não falar que temos um controlo completamente analógico sem a interferência de computadores, somos só nos e o volante.

Este modelo esteve disponível em 3 versões a Coupe, a roadster e uma versão targa.

Mazda MX-5 NB (Pre-facelift)

Recentemente o MX-5 Mk1 perdeu completamente a sua imagem de carro para cabeleireiros e entrou de forma estrondosa na lista dos desejos de qualquer um que se diga amante de carros.

No entanto a versão que lhe sucedeu foi sempre um mal amado, a que isto se deve? É assim tão pior que a versão anterior?

Eu sempre tive um fraquinho pelo MX-5, mesmo antes de ser moda, para mim é uma das maneiras mais fáceis e baratas de conjugar emoção e diversão ao volante.

Por fora temos um design bastante redondo, perdeu os “pop-up headlights” característicos do MK1 e o interior foi também melhorado passando a ser mais moderno e confortável. Apesar das melhorias, o NB não cativou o público e chegou mesmo a ser apelidado como sendo um “carro de gaja”.

Eu comprava este carro sem pensar duas vezes, é um carro barato, divertido de conduzir e com um look engraçado, e se tivermos em conta que temos uma opção 1800cc de 140 cv acho que este MX-5 tem argumentos suficientes para ser considerado um carro que eu compraria.
São estes os 3 primeiros carros da minha lista, espero que continuem a seguir e deixem nos comentários que carros é que vocês até gostariam de ter.

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar de
avatar