Nova geração do Honda Civic

O novo Honda Civic foi novamente avistado na Inglaterra, sem qualquer tipo de disfarce. A actual geração do Honda Civic é vendida desde 2012 e já estava a necessitar de ser remodelada, para acompanhar a concorrência. O novo Honda Civic, cuja produção também é feita na Grã-Bretanha, recebeu uma revisão total no design, recebendo linhas mais desportivas.

A Honda confirmou que o novo Civic vai servir de rampa de lançamento para os seus novos motores turbo VTEC com 1000 cc e 1500 cc de cilindrada, que vão ser oferecidos juntamente com o seu motor diesel 1.6 i-DTEC que também sofreu uma revisão.

O Design

Para ter um visual mais desportivo, esta nova geração do Civic ganhou um novo tejadilho com linhas mais desportivas, acompanhado por uma mala com ângulos mais suaves que tornam o carro mais esbelto.

O capô é muito maior do que antes, e parece que o novo modelo vai ter um pára-choques dianteiro desportivo, se bem que não tão radical quanto aquele que foi apresentado no concept car.

Na parte de trás, tubos de escape duplos centrais continuam idênticos ao concept car, o que sugere que existirá um modelo S Type mais rápido.
Nos faróis traseiros, o design boomerang também permanecem, fortemente inspirados no concept.

O interior por outro lado parece muito mais convencional do que o exterior. Mas mesmo nas imagens a que tivémos acesso, aparenta ter um sido alvo de melhorias qualitativas.

Chefe do projeto sobre o novo Civic

A Honda pegou no Civic Coupé do mercado americano para se inspirar e criar um hatchback versátil para o mercado europeu.

“Sabíamos que precisávamos de criar design exterior marcante e fosse capaz de se distinguir do estilo europeu convencional. O resultado é um casamento de design distinto e desportivo, dinâmica de condução gratificante e praticidade versátil ”

No salão de Genebra deste ano, o responsável pelo departamento de design deu uma entrevista à AutoExpress, dando algumas informações sobre o que vai ser a 10ª geração do Civic.

Enquanto o concept car foi estritamente para fins de prototipagem, acabou por nos dar uma boa noção do que esperar em fevereiro de 2017, quando o carro chegar aos concessionários.

O designer do Civic, Diasuke Tsutamori disse Auto Express: “Este protótipo já está perto do que vamos produzir em massa. Quando vir o carro final, provavelmente vai pensar que ainda é o protótipo. ”

É uma partida radical do carro actual, que tem sido muitas vezes criticado por seu estilo. Na frente, vão chamar à atenção grandes entradas de ar, bem como  novos faróis de LED que dão ao carro um olhar renovado. Infelizmente, os faróis de nevoeiro verdes não vão estar presentes na versão lançada para o mercado, pois a legislação em vigor na UE não permite o uso dessa cor, em faróis.

De perfil há uma linha esculpida que corre o comprimento do carro, sendo quebrado pela maçaneta da porta traseira para enfatizar os volumosos guarda-lamas traseiros. A maleta alta e o spoiler traseiro, fazem parte da familia Civic, sendo que muitas vezes contribuem para a má visibilidade característica, mas  Tsutamori insiste o design usado, torna as manobras muito mais fáceis do que na geração anterior. Nas palavras dele:

“O Civic actual tem dois pontos fracos…Um deles é a visibilidade traseira e o outro é a posição alta do retrovisor.”

“Estes dois pontos foram eliminados com o novo design. Reduzimos o spoiler traseiro e a sua espessura. O óculo agora é apenas uma folha para que você não tenha obstáculos a limitar o seu retrovisor “.

Nova 10ª geração Civic Type R “sob consideração”

Faróis traseiros em forma de C com luzes LED que marcam o carro durante a noite, aliados a um escape duplos são elementos que provavelmente só vão equipar o Civic Type R . E enquanto Tsutamori e sua equipa não tenham confirmado uma versão mais potente, ele deu a entender que tal está sob consideração.

“É um facto que este hatchback já tem o material e talento suficiente para fazer criar Type R”, disse ele.

Melhoria da praticalidade e versatilidade para o novo Civic

Tsutamori divulgou que o novo carro vai oferecer praticalidade e versatilidade em pé de igualdade com os seus rivais mais próximos. O novo carro é 30 milímetros mais largo, 20 milímetros mais baixo e 130 milímetros mais longo do que o carro actual. Os patrões da Honda asseguraram-nos que as rodas grandes e distância longa entre eixos do protótipo permanecerá.

“O factor decisivo é o ser humano. Nós acreditamos que a quantidade de espaço neste carro é absolutamente suficiente, a fim de cumprir essa exigência. Praticalidade é sempre fundamental nosso projecto da Honda. ”


Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz