5 erros comuns cometidos nas modificações

Algumas modificações são capazes de fazer maravilhas pelo nosso carro, conseguem transformar o carro mais comum em algo mais vistoso que se destaca no meio do transito. No entanto é muito fácil fazer asneiras, e tornar upgrades vantajosos para o nosso carro em completos falhanços.

Estas falhas podem dever-se a má instalação das peças ou até mesmo o uso de peças não adequadas para o nosso carro. Por isso mesmo trazemos as 5 modificações que mais vezes dão asneira.

Pneus

Bom este é capaz de ser o principal erro no momento de fazer uma modificação num carro, e acreditem que mesmo não sendo adepto de modificações, esta fazemos todos.

Quando chega a altura de trocar os pneus do nosso carro raramente optamos pela configuração que este trazia de fábrica, isto deve-se ao gosto de cada um, ao tipo de condução que fazemos, ás condições em que conduzimos e ainda por um motivo muito importante, o preço.

É aqui que muitas das vezes os problemas começam, quando chega a altura de trocar os pneumáticos optamos por escolhas mais baratas, que depois se revelam escolhas com falta de qualidade e que acabam por comprometer a segurança da condução. Devemos ainda ter em conta o tipo de piso e as condições em que normalmente conduzimos, pois uma escolha desadequada poderá ser igualmente perigosa.

Suspensão

Os coilovers são uma das modificações mais escolhidas, têm a habilidade de fazer com que um carro com décadas se sinta tão bem quanto o momento em que ele saiu da fábrica.  

Com a capacidade de regular a altura e dureza da suspensão do nosso carro, conseguimos muitas vezes melhorar a qualidade a bordo do carro, assim como o seu comportamento em curva, tornando-o mais seguro.

No entanto muitas vezes os coilovers são usados de forma errada, actualmente e devido à sua capacidade em alterar a altura do carro, muitas pessoas usam-nos para poder rebaixar os seus carros, só que como em tudo há extremos, existem pessoas a rebaixar tanto o carro que o conforto de condução deixa de existir, fazendo com que o facto de o carro estar tão rebaixado faça com que este deixe de ser prático no dia-a-dia.

 

Alterações estéticas

Bem aqui também existem algumas atrocidades, mas aqui cada um com o seu gosto. Pessoalmente gosto de coisas mais sóbrias sem sair muito do design do carro, no entanto existem modificações que são completamente contra-natura e afectam negativamente o aspecto do carro.

Por exemplo muitas vezes vemos pessoas a instalar spoilers monstruosos em carros que não faz sentido instalar um, ver um carro de tracção frontal com um bruto spoiler para alem de não fazer qualquer sentido só vai abrandar o carro devido ao aumento da resistência do ar.

Escape

Os praticantes destas alterações também existem em quantidades consideráveis. Habitualmente as marcas tentam reduzir o som dos carros ao mínimo possível, isto porque nem toda a gente gosta de ter que ouvir o ronco dos motores, o pessoal que gosta de carros não vai nisso e gosta de libertar o ronco das suas maquinas.

Para isso costuma-se adoptar pela instalação de linhas de escape directas ou então aumentar o diâmetro da linha para que os gases circulem mais livremente, e é aqui que dá asneira.

Este aumento tem que ser feito de forma a que exista um balanço que não comprometa o comportamento do carro, isto é, nós queremos que os gases circulem livremente mas se aumentarmos em demasia o diâmetro da linha, isto vai fazer com que os gases percam velocidade comprometendo assim a performance do carro.

jantes

A troca das jantes a par da troca de pneus é uma das primeiras a fazer num carro, muitas vezes apenas colocar umas jantes com melhor aspecto é suficiente para que o nosso carro mude como do noite para o dia. Mas mais uma vez o gosto de cada um acaba por influenciar a escolha. Na altura da compra de umas jantes temos que ter três aspectos a ter e conta.

  • O tamanho das jantes, pois se vamos por umas jantes demasiado grandes acabamos por ficar com pneus muito finos, e isto pode ser um problema caso se circule em estradas muito danificadas, vamos sentir mais a estrada e a probabilidade de danificar a jante aumenta bastante acabando por pôr em risco o investimento feito.
  • A altura do carro, se temos um carro rebaixado ou que já por si tem uma suspensão baixa, não devemos colocar umas jantes demasiado grandes, corremos o risco que numa lomba mais acentuada o pneu acaba por bater na cava da roda podendo originar graves problemas.  
  • O aspecto, isto fica ao encargo de cada um, mas por jantes completamente desadequadas ao estilo do carro, pode ser um erro que mais tarde nos possamos a vir a arrepender.

 

Fonte :  carthrottle

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz