BMW, Daimler, Ford e VW vão construir rede de carregamentos rápidos na Europa

A BMW, Daimler, Ford e o grupo Volkswagen juntaram as suas forças para construir uma rede de carregamentos rápidos dentro da Europa.

Os carregadores que vão colocar terão uma potência até 350 Quilowatts, o que representa mais do dobro da potência dos carregadores  Supercharger da Tesla. Usarão CCS (Combined Charging System) como método para carregar as baterias, sendo que dada a dimensão do mercado destas marcas fará muito provavelmente com que se torne esta se torne a principal norma para o carregamento rápido de baterias.

De acordo com um comunicado lançado pelos construtores em questão foi dito que independemente da marca do carro, se o mesmo for desenvolvido para suportar os níveis de potência destas estações de carregamento, conseguirão ser carregados numa fracção de tempo muito menor do que os actuais veículos eléctricos.

Apesar disso não foram especificados os tempos de carregamento. Mas se usarmos o exemplo da Tesla com os seus carregadores Supercharger, onde com uma potência de 145 Quilowatts conseguem carregar uma bateria até aos 50 % em aproximadamente 20 minutos, 80% em 40 minutos ou totalmente em 75 minutos, dá para perceber que a rede de carregamentos deste grupo será algo que poderá encurtar em mais de metade o tempo de carregamento podendo reduzir os tempos de carregamentos até menos de 10 minutos para carregar 50% da bateria .

Este grupo tem como objectivo construir inicialmente 400 pontos de carga no continente europeu, colocando-os estratégicamente em autoestradas e noutras vias principais para permitir viagens de longa distancia . Têm também como objectivo já em 2020 terem milhares de estações de carregamento construídas.

Este anuncio vindo de um conjunto de construtoras que representa uma grande fatia do mercado automóvel europeu, mostra que o futuro irá mesmo passar pela electrificação de todas as ofertas.

Esta infraestrutura não porá as outras construtoras de lado e será compatível com o futuro Chevrolet Bolt (e eventual Opel baseado no Chevrolet Bolt) e Tesla Model 3.

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de