Os 5 hot hatches mais porreiros da década passada

Eu sou um confesso apaixonado por hot hatches, são autênticos 2 em 1, em termos de praticabilidade e potência, e alguns, como bónus, ainda trazem toneladas de diversão. Por isso mesmo, decidi fazer um apanhado dos melhores hot hatches da década passada. E porquê da década passada? Acima de tudo, por que me parece bem, e depois, porque é a altura em que encontro alguns dos meus hot hatches favoritos.

Assim sendo, é este o meu top 5:

Ford Focus RS (2009)

O Focus RS, conquistou o seu lugar ao sol, em tudo graças ao WRC, pois na sua raiz, este foi um carro desenvolvido a partir do modelo utilizado nas especiais do campeonato do mundo de rallys. Com um motor 2.5 litros turbo de 5 cilindros, este pocket rocket, produz mais de 300cv. Esta versão em questão, tem apenas tracção dianteira, tendo-o tornado como um dos carros de tracção frontal mais potente produzido na altura.

Mini Cooper JCW (2008)

O Mini JCW, é um ícone já há muitos anos, mas na década passada e com as gerações mais recentes do Mini Cooper, este acabou por crescer, ganhando corpo e potência, adaptando-se às necessidades do mercado.  E se o facto das siglas JCW, não serem suficientes, para despertar o seu interesse, os 208cv produzidos pelo motor 1.6 turbo de 4 cilindros, vão de certeza deixar qualquer um com um sorriso no rosto.

Alfa Romeo 147 GTA (2002)

Este é possivelmente, o ilustre desconhecido desta lista, pelo menos para os mais desatentos, mas para aqueles que gostam de carros, especialmente de carros italianos, o 147 GTA, é seguramente uma tentação. E com um motor 3,2 litros v6 por baixo do capon… Este é seguramente uma obra prima que qualquer um adoraria ter por casa.

Honda Civic Type R (2001)

O Civic Type R, é um nome incontornável, quando falamos de hot hatches, são máquinas de pura genialidade, e engenharia apurada, cujos motores aguentam abusos inimagináveis. Neste modelo em especifico, temos um fantástico motor 2 litros atmosférico que debita 200cv, todos eles com uma dose incrível de esteróides, capazes de levar a pessoa mais calma do mundo, a querer enfiar o acelerador até ao fundo.

Volkswagen Golf R32 (2003)

O Golf R32, foi a resposta da Volkswagen ao primeiro Focus RS. É uma versão mais potente do que o tradicional GTI, e para alem do acréscimo de potência, viu também a ser implementado um sistema bastante inteligente de tracção integral. Para o mover, tem instalado um motor de 3.2 litros 6 cilindros atmosférico, que produz 237cv.

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de