Supercarros impressionantes de 2010 em diante

Supercarros impressionantes de 2010 em diante, na modesta opinião de um aficionado.

O Supercarro, aquele brinquedo fora do alcance da esmagadora maioria dos mortais.

Nomes como Koenigsegg, Ferrari, Porsche ou Lamborghini, só para citar alguns, vêm rapidamente às nossas mentes. Pensamos em números astronómicos, bandas sonoras mais agressivas, os famosos cold starts e até temos algum prazer a vê-los serem entregues aos respectivos donos, prazer esse, bem regado com inveja.

Enquanto estava a ver uns videos no “tutubo”, começaram a aparecer ensaios das grandes máquinas do início da década. Pensei eu, ainda estamos a mais de dois anos do fim da década e já temos tantos bons exemplos para apreciar…

Iniciou-se a pesquisa e o resultado foi a seguinte lista, ainda que curta:

Lexus LFA (2010)

Embora a ideia tenha nascido em 2000, o seu desenvolvimento consumiu 10 anos! A primeira unidade foi acabada a 15 de Dezembro de 2010. Foram produzidos 500 unidades, o LFA #500 foi terminado em 2012 e foi equipado com o Nurburgring Package.

Este assalto aos 5 sentidos está cheio de particularidades, para além do tempo que levou a ser desenvolvido, a sua criação e aperfeiçoamento, levaram à invenção de uma máquina especial para tecer o pilar A em fibra de carbono, imaginem! Mais do conhecimento geral, temos o conta rotações digital pelo facto de um analógico não ser capaz de acompanhar a subida de regime do motor (nem a descida!), que do relantim ao regime máximo, umas impressionantes 9000 rpm, leva 0.6 s.


Por falar do coração da máquina… (a próxima frase deve ser lida com voz de vendedor porta em porta). O LFA vem equipado com um fantástico motor V10 de 4.8 L, capaz de produzir 552 cv às 8700 rpm e 480 N.m às 6800 rpm. Este soberbo motor é capaz de o catapultar em 3.7 s para os 100 quilómetros horários e alcançar uns impressionantes 90.3 m/s ou 325 km/h. Compre já!

Este Lexus é a prova da obsessão japonesa com a perfeição.

Hennessey Venom GT (2011)

Não podia deixar de fora os nossos amigos estadunidenses.

Uma empresa texana, de seu nome Hennessey Performance Engineering, criou o Venom GT, uma máquina de velocidade, assente num chassi da Lotus, e, à boa moda do Texas, com um V8 gigante de 7 L, 2 turbos e 1471 bhp ou 1244 hp. Obviamente eles almejavam o título de carro mais rápido do mundo, mas nunca foi oficializado pelo Guinness Book of Records. A velocidade máxima de 435 km/h, verificados por telemetria, foi conseguida na pista de aterragem de naves espaciais do Kennedy Space Center, com mais de 5 km. Estima-se ainda, que com mais espaço o Venom seja capaz de atingir 447 km/h.

Lamborghini Veneno (2013)

 

 

 

 

 

Porque em 2013, havia uma grande procura de novos fundos de ambiente de trabalho.

A “Santa Trindade” (2013) – Mclaren P1 + Porsche 918 Spyder + Ferrari Laferrari

Três abordagens diferentes do conceito lato de híbrido. Aconselho este episódio de Chris Harris on Cars, que muitos já viram mas vale a pena recordar, até porque foi gravado no nosso solarengo Portugal.

Koenigsegg ONE:1 (2014)

Apresentou-nos o primeiro carro com relação peso potência de 1 cv (métrico) para 1 kg, o peso considerado foi do veículo pronto para circular com o depósito a 50% da capacidade. O número mágico é 1360. Também foi o primeiro automóvel homologado a produzir 1 Megawatt.

Bugatti Chiron (2016)

Uma coleção impressionante de números:

  • 8.0 L W16,
  • 1500 cv,
  • 1600 Nm às 2000 rpm (de fazer doer o pescoço, certamente),
  • 4 turbos, 2 fases,
  • Eletronicamente limitado a 420 km/h, teoricamente atinge 463 km/h se lhe soltarem a trela,
  • l/100km: 35.2 urbano / 15.2 extra urbano / 22.5 combinado, que não é assim tão mau, daí ter ficado impressionado,
  • €2.400.000 + opções.

Ao mesmo tempo, é dotado de beleza e imponência invulgares, para não falar do nível de luxo.

O que faz dele um dos mais especiais veículos é o facto de ser o mais potente, o mais rápido e o mais luxuoso carro de produção do mundo, e nem sequer é híbrido.

Vejam este vídeo, apenas vejam!!! Mais uma vez filmado em terras de Camões, mas não tão solarengo…

Mais exemplos vos virão à mente garantidamente. Deixem os vossos inputs nos comentários, eu agradeço mais uma ou duas horas a babar o teclado com a vossa ajuda.  

Acharam o nosso conteúdo útil? Não se esqueçam de fazer like na nossa página de Facebook e de subscreverem o nosso canal do Youtube. Se gostas mesmo muito do nosso projeto, torna-te nosso patron e apoia-nos na nossa página do Patreon.

Escrito por: Ruben Durão

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz