Amortecedores gastos? Quais os principais sintomas?

Está a chegar a altura de levar o meu carro à IPO, aquele teste anual ao qual todos os carros acabam por se submeter. Como com os anos e os quilómetros, o desgaste de certas peças vai-se fazendo notar, estas vão deixando de funcionar correctamente. No meu caso,  durante a última IPO, o inspector avisou-me que os amortecedores do meu carro, já não estariam em condições para aguentarem mais um ano, pois já se encontravam perto do limite de utilização…

Mas que limite é esse? Como é que sabemos se os amortecedores do nosso carro estão bons?

Um dos primeiros sinais, de que um amortecedor já não se encontra nas melhores condições, está no amortecimento, ou seja, eles deixam de cumprir com a sua principal função e acabam por tornar o carro muito mais “saltitão”.

Uma forma fácil de verificar isto, é pressionar para baixo num zona próxima à de um amortecedor, caso o carro abane muito, esse poderá ser um indicador de que os amortecedores já se encontrem com algum desgaste.

Aqui não é só o conforto dos passageiros que fica comprometido, em estradas mais degradadas são originadas vibrações, que podem danificar outros componentes da viatura.

Mas o desgaste dos amortecedores, acaba por ter mais consequências para além do aumento das vibrações, com ele, ficam também comprometidos, o comportamento do carro ao curvar e ao mudar de trajectória, visto os amortecedores já não apresentarem a mesma resistência, estes vão fazer com que o carro balance mais em curva, o que pode criar um efeito de barco, o que desequilibra o carro, tornando perigosa a sua condução e levando a que exista também um maior desgaste dos pneus.

Outro dos pontos que sai prejudicado, é a travagem, pois o carro acaba por necessitar de uma maior distancia para parar.

Um dos efeitos que acabamos por não notar tanto, é numa situação de vento lateral, quando este está muito forte, ao incidir na lateral do carro, faz com que o este acabe por balançar demasiado e possa mesmo, mudar a trajectória do carro, o que se pode tornar perigoso durante uma manobra de ultrapassagem.

Durante a noite, o balancear do carro, cria interrupções no feixe de luz, o que por parecer que vamos a fazer sinais de luz, tornando-se perigoso para os condutores que seguem em sentido contrário, pois existe o perigo de encandeamento.

Sigam-nos no Facebook  e subscrevam o nosso canal no Youtube

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de