Quando pensamos em carros desportivos e nos seus interiores, a suavidade da Alcantara é a primeira coisa que nos vem à cabeça. Parece que hoje em dia ,qualquer carro desportivo, simplesmente precisa ter este material no menu de opções.

No entanto, a crescente demanda da indústria automóvel, significa que a empresa que faz o material – Alcantara SpA – não consegue acompanhar as encomendas.

Segundo a revista Motor Trend, a empresa italiana pretende dobrar a produção nos próximos cinco anos, de forma, a dar resposta à crescente demanda pelo material, que é feito de poliuretano e poliéster.

Veja ainda: Fala-se dos carros mais caros, dos mais rápidos e afinal quais são os mais confortáveis?

A presidente e CEO, Andrea Boragno, disse que a Alcantara actualmente é capaz de produzir oito milhões de metros por ano, o que ao que parece, não é suficiente.

A CEO, observou que actualmente, 20% dos novos negócios estão a ser recusados. Em 2015, a demanda de Alcantara aumentou em mais de um terço, enquanto as vendas da empresa triplicaram de 2009 a 2017.

A maior parte dos negócios da Alcantara ainda se dão no ramo automóvel, representando 80% das vendas. A Europa é o maior mercado para este material, recebendo 60% da produção.

Sigam-nos no Facebook e subscrevam o nosso canal no Youtube