Ghost Car: o carro herói na guerra da Bosnia

Ghost Car

A guerra é um cenário que exige bastante fisicamente e psicologicamente dos soldados envolvidos, mas também as viaturas são postas em situações bastante complicadas. A guerra na Bósnia, 1992 a 1995, não foi menos cruel que qualquer outra guerra. No entanto, durante esta guerra, uma “máquina” diferenciou-se de todas as outras, uma segunda geração do Chevrolet Camaro, também conhecida como “Ghost Car”.

Normalmente, os carros de abastecimento são SUVs que tem velocidades um pouco limitadas, para o efeito que foram desenhadas. Ou seja, usar um Camaro na guerra para além de incomum, pode ser inteligente, desde que bem alterado.

O Ghost Camaro foi idealizado por um oficial das Forças Especiais da Dinamarca, Helge Meyer, que estava de serviço na Base Aérea Principal do Reno quando a guerra na Bósnia começou. O incrível é que Meyer nunca carregou uma arma durante esta guerra, ganhando assim o apelido de “Rambo de Deus”. A única arma era o Camaro furtivo.

Ele removeu a janela traseira e colocou um painel de metal, e adicionou uma barra na frente, para poder levar “na frente” o que fosse necessário. Um painel extra a frente do carro, que é uma lâmina de limpeza de minas e para dar um toque menos mauzão, um lindo pato de borracha amarelo.

Ghost Car

Além disso, a força aérea americana também forneceu painéis de kevlar, janelas revestidas de aço, tinta que absorve a luz infra-vermelha, pneus run-flat, detecção de calor, visão nocturna e nitro (que estava lá apenas para situações mais sérias).

Claro está que com estas alterações, o motor V8 do Camaro de 5.7 litros foi ajustado, passando de 185cv para 220cv, e quando o nitro é aplicado, aumentou para 440cv.

Ghost Car

O carro virou basicamente uma armadura sobre rodas, mas ainda assim era rápido. Faz dos 0 aos 200 km/h em 13 segundos. Placas de aço também foram colocadas atrás dos bancos e em toda a parte de baixo do carro. As portas e a mala estavam forradas com Kevlar, e o motorista também tinha equipamento de rádio, extintores de incêndio e dois pneus suplentes. Apesar de ter todas essas coisas dentro, Meyer foi capaz de encaixar 400 kg de comida necessários no Ghost Camaro.

Mas e o que aconteceu ao carro depois de 20 anos? Bem, depois que a guerra terminou, Meyer voltou para sua casa e trouxe o Camaro com ele. O Ghost Car ainda está em sua garagem. A cor foi mudada para laranja, mas todo o resto permaneceu o mesmo, até mesmo o motor V8 de 5,7 litros original. O carro conta com mais de 1 milhão de quilómetros e continua a ser usado diariamente.

Ghost Car

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de