5 “futuros carros” clássicos, que tu também gostarias de ter na tua garagem.

Os carros clássicos modernos estão oficialmente na moda. Existem cada vez mais pessoas a comprar e a recuperar este tipo de carros.

Comprar um futuro carro clássico, é uma coisa notoriamente difícil de se fazer com sucesso. É um grande compromisso, investir o nosso dinheiro num carro, especialmente se for na esperança de que ele valorize.

 

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Nós aqui na MotorSpot, somos adeptos dos clássicos, especialmente daqueles futuros clássicos, que têm pedigree desportivo e nos são capazes de dar boas doses de emoção. Por isso mesmo, vamos partilhar contigo, os nossos 5 futuros carros clássicos favoritos.

Toyota Celica AT160

Pessoalmente, eu sou bastante suspeito em relação a este carro. Ele tem pedigree desportivo, ou não fosse este, um modelo que fez imenso sucesso no mundial de rallys.

A versão mais famosa deste carro é a GT-Four, onde o motor 2 litros e a tracção integral, são o culminar da performance para este japonês.

No meu caso, eu sou dono de um GT, que equipa um motor 4A-GE, 1.6 twin-cam de 124cv. Futuramente, poderás ver todo o processo de restauro, numa nova série no nosso canal.

PORSCHE 924

Este carro é um verdadeiro mal amado, alguns apelidam-no do Porsche menos Porsche de sempre, mas nós achamos que este apelido, pode ser um bocadinho duro de mais.

Tem o motor de um VW, no entanto, este carro foi o resultado de uma jogada muito astuta, por parte da Porsche, que se apercebeu que, graças à crise do petróleo, as pessoas não estavam a comprar carros caros e sedentos, como o 911.

O 924, acabou mesmo por ser, a solução que a Porsche encontrou, para chegar a mais pessoas que gostariam de ter um Porsche, mas não tinham posses para um 911.

Este carro uns anos mais tarde, acabou mesmo por servir de base ao primeiro Volkswagen Scirocco.

CITROEN AX GT

Eu sei o que estão a pensar, um caixão com rodas… E na verdade, não estão enganados…

Este pequeno Citroen, é um carro que não tem o brilho do Renault 5 GT Turbo, ou do Peugeot 205 GTi. Em grande parte, porque não seguiu a mentalidade ‘motor grande carro pequeno’, que muitos dos seus oponentes seguiu.

O AX GT equipava um motor de 1.4 litros naturalmente aspirado, que produzia apenas 85 cv. No entanto, pesava apenas 745 kg, o que o tornavam muito divertido de conduzir.

Renault Clio 182 Trophy

Um motor robusto de 2,0 litros, preso num carro minúsculo, que pesa pouco mais que uma tonelada, esta é a receita para diversão garantida.

Esta fórmula, faz do Clio 182, um hot-hatch com andamentos muito interessantes. O seu chassi está muito bem afinado o que faz com que este carro curve muito bem.

Quanto ao seu aspecto, este carro passa muito despercebido e um dos pontos de maior destaque, são as suas jantes Speedline.

Ford Focus RS MK1

Há uma coisa que o “novo” Ford Focus RS não pode fazer. Estacionem-no ao lado do Focus RS MK1 e digam-nos, que o carro novo é o mais atraente do par.

Na altura, os seus 220cv às 5500rpm tornavam este carro, num pequeno foguete.

Mas se hoje em dia, estes números podem parecer pouco, convido-os a dar uma voltinha num Focus RS Mk1, pois certamente irão mudar rapidamente de opinião. Eu já o fiz e fiquei completamente maravilhado.

Após o meu primeiro encontro com o Focus RS MK1, ele passou direitinho para a minha lista de carros a comprar, quando me sair o Euromilhões…

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de