Toyota yaris GR

Para mim o Toyota Yaris GR é um dos carros mais excitantes de 2020 e um daqueles, que mais anseio por conduzir. Não é o carro mais potente do mundo, mas é o primeiro carros em muitos anos, a ser basicamente um carro de homolgação dos rallys para a estrada.

Um carro como aqueles que encontrávamos nos anos 80 e 90 e dos quais, surgiram muitos dos grandes desportivos dessa época.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Actualmente, as regras de homolgação não são tão exigentes, pois embora as marcas tenham que ter 25 mil unidades produzidas, para que o seu carro possa participar no campeonato do mundo de WRC, estes carros baseiam-se em carros banais, pelo que, não existe a necessidade de criar modelos “especiais”, para cumprir com esses requisitos.

Com o Yaris GR não é diferente, mas apesar de todo o frenesim e expectativa que o este carro está a causar, a Toyota sabe, que este não é um carro super exclusivo, no entanto, não estará ao alcance de todos.

Por isso mesmo, para garantir que as 25 mil unidades necessárias, para a homolgação do seu modelo de WRC são efectivamente produzidas e vendidas, a Toyota poderá estar a preparar uma versão menos potente e consequentemente, mais barata do Yaris GR.

Esta versão, foi apresentada com um “concept” no salão automóvel de Tóquio, no início de Janeiro, no entanto, acabou por passar despercebida. A versão menos potente do Yaris GR, deixará de usar o motor 1.6 de 3 cilindros que debita 257cv para assim, equipar um motor 1.5 de 3 cilindros, com apenas 118cv.

A transmissão, também deixa de ser a manual que equipa o hot-hatch, passando assim, a receber uma transmissão CVT. Com estas alterações todas, o carro deixará de ter tracção integral, passando assim, a ter apenas tracção frontal.

A Toyota não confirmou se esta versão “CVT” do Yaris GR irá entrar em produção, mas tendo em conta que o carro já foi apresentado, este deverá ser um plano para continuar.

E vocês, acham que há espaço para um Yaris GR menos potente e com uma transmissão CVT, ou será apenas uma devaneio por parte da Toyota? Deixem a vossa opinião na caixa de comentários.