Fiat Panda

Um novo Fiat Panda está previsto para chegar no início de 2022, e irá se juntar ao Fiat 500 totalmente elétrico como os modelos mais recentes da Fiat. Estes dois modelos, vão dar início a uma grande recuperação do fabricante italiano.

Após anos de sub-investimento na marca italiana, onde a Fiat Chrysler Automobiles (FCA), se concentrou em investir na Jeep, que seria a marca mais lucrativa, a Fiat está pronta para expandir rapidamente a sua gama de produtos durante a primeira metade desta década.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Este processo, começará com a versão de produção do concept Centoventi, que foi revelada no Salão Automóvel de Genebra do ano passado. O chefe Olivier François, diz que o foco implacável no custo final do carro, estará no centro da criação do novo modelo, assim como foi com o Panda original em 1980.

Isso significa, que o carro vai ter níveis de personalização mais limitados, como uma gama limitada de cores, no entanto, irá ter secções de plástico robusto nas laterais, para proteger contra arranhões e danos no carro.

O foco deste modelo, é ser apresentado como um carro barato, no entanto, com a qualidade suficiente, para se tornar num best seller da marca. A Fiat estima que este carro carregado de extras nunca ultrapasse os 30 mil Euros.

O Panda provavelmente irá ser o primeiro modelo da Fiat a usar componentes fornecidos pela PSA, assumindo que a fusão proposta entre a empresa francesa e a FCA seja concluída no início de 2021.

Rumores sugeriram, que o novo Panda será baseado na plataforma totalmente elétrica dos Fiat 500 mais recentes. Mas segundo a Fiat, a abordagem do modelo Mk4 será tão focada nos custos, que talvez seja necessário ter uma versão com motor convencional. O diesel parece improvável, mas o modelo de entrada, poderia equipar o motor a gasolina PureTech de 1,2 litro da PSA, ou o mais recente Fiat TwinAir.