corsa

Apesar da venda da Opel ao grupo PSA ter várias razões, uma das que teve uma grande importância foi a necessidade de desenvolver uma nova plataforma para o Opel Corsa.

Pode parecer estranho, mas a verdade é que apesar do Opel Corsa ser um dos principais produtos da marca, a necessidade de desenvolver uma nova plataforma especificamente para o Corsa era uma despesa que a GM não queria ter. Ter uma nova plataforma é imperativa para que a Opel consiga cumprir as futuras directrizes de emissões de gases poluentes,.

Neste momento o Corsa usa a mesma plataforma desde 2006, que foi desenvolvida em parceria com a Fiat.

Devido a isto os carros da Opel tiveram, em 2015, um dos piores resultados a nível de emissões poluentes, estando mesmo à frente da Mercedes e da BMW.

Com a venda da Opel ao grupo PSA, passará a ter acesso a um leque de plataformas com baixas emissões que poderá usar nos seus futuros veículos.

A PSA detém as 2 plataformas que em 2015 tiveram os resultados mais baixos de emissões CO2 no mercado europeu, pelo que a partilha das mesmas com a Opel irá certamente ajudar a marca alemã a cumprir as novas regras relativas às emissões que irão entrar em vigor em 2021.