Embora os modelos femininos sejam presença habitual nos salões de automóveis, existem uma série de marcas estão a usar especialistas em produtos, em vez de mulheres atraentes em vestidos curtos. Esta tem sido uma tendência que tem sido vinda a implementar já há algum tempo, mas parece que o próximo Salão do Automóvel de Genebra, será ainda mais conservador do que no passado e a tendencia, é que as meninas dos salões de automóveis, possam mesmo a vir ser substituídas.

A Toyota e Nissan, estão entre as marcas que não usarão mulheres escassamente vestidas, para mostrar os seus produtos mais recentes. Até as marcas italianas parecem estar em tendência de mudança, surgiu a notícia de que a Fiat Chrysler Automobiles, teria cancelado vários contratos com modelos, com o receio de serem criticados por as usarem. A empresa continuará ter mulheres nas suas exposições, no entanto, estarão acompanhadas de mais homens do que no passado.

Veja ainda: As meninas dos salões de automóveis

Outro grupo a adoptar esta prática é a PSA, o seu porta-voz, Pierre-Oliver Salmon, disse à Bloomberg: “Os visitantes do Salão do Automóvel de Genebra serão recebidos no stand do PSA por equipas masculinas e femininas, cuja missão será informá-los”.

Um porta-voz do Salão do Automóvel de Genebra disse que os expositores, são livres para apresentar os seus produtos da maneira que bem entenderem, mas é claro que várias empresas estão sensíveis à questão do sexismo e isso fará com que haja algumas mudanças.

Embora o movimento #metoo tenha começado em Hollywood, ele tocou recentemente a indústria automóvel, tendo já tido efeitos em alguns desportos motorizados como é o caso da formula 1 e até mesmo, em algumas marcas, como é o caso da Ford, onde o seu presidente foi demitido devido a comportamentos impróprios.

O que acham desta decisão? Acham que os salões automóveis vão perder algum encanto e glamour, com a saída de cena das mulheres atraentes que embelezavam os carros expostos?

Sigam-nos no Facebook e subscrevam o nosso canal no Youtube