BMW Spicup, um carro fantástico que nunca o foi

BMW Spicup

Feito como sendo uma combinação entre um modelo Spider e Coupe, o BMW Spicup foi um protótipo muito ousado projectado pela Bertone. O seu nome é uma combinação das palavras “Spider” e “Coupe”, o que explica o estilo do carro. Infelizmente, apenas permaneceu como mais um protótipo. O carro tinha um tecto deslizante de três peças que poderia facilmente transformar este carro em uma máquina drop-top impressionante. No entanto, de acordo com a BMW, o carro não se adequava ao seu alcance na época, e com isso, o Spicup nunca chegou à linha de produção.

BMW Spicup

A Bertone pegou no modelo 2500 da BMW, encurtou o chassi para encaixar o novo corpo e deu a ele um interior totalmente novo. As únicas peças stock que foram usadas a partir dos 2500 foram os pedais e medidores. Os designers italianos deram um novo painel, assentos, tapetes e pintaram tudo de verde… MUITO verde mesmo. O exterior foi pintado em um tom mais escuro, enquanto o interior era uma combinação de dois tons de verde limão escuro e brilhante. Até podemos pensar que esta combinação de cores pode ser um ataque muito forte aos nossos olhos, mas na realidade até não. Acaba por lhe dar alguma elegância e até alguma graça como aquela que encontramos em alguns carros clássicos britânicos.

O protótipo era totalmente funcional, com um motor de 2.8 litros straight-6 com 170cv. O carro foi apresentado em 1969 no Geneva Motor Show, e as pessoas perceberam que ele se parecia mais com um Alfa Romeo Montreal do que com um BMW. Isso significava que os clientes da BMW não estavam interessados, e como tal, permaneceu como um protótipo e o único feito.

BMW Spicup

Mais tarde, a BMW vendeu para um cliente muito carinhoso, que usou o carro para levá-lo de casa para o trabalho, com mais de 100.000 km. O novo proprietário acabou por usar este único exemplar, como um carro diário. Acabou por alterar algumas coisa, como a pintura para laranja e os interior pretos, mas como tempo, o carro acabou por desaparecer.

Em 2008, foi descoberto num celeiro na Holanda, o Spicup abandonado. Foi comprado por um entusiasta da Bélgica que o devolveu à sua antiga glória. Agora, o carro tem o mesmo exterior verde escuro, com um interior um pouco diferente. O proprietário não conseguiu encontrar o material original usado nos assentos e no painel de instrumentos, por isso optou por um acabamento em couro, com partes prateadas dos assentos sendo realmente pintadas à mão. O carro restaurado foi vendido por US $ 600.000 em um leilão em 2011.

Sigam-nos no Facebook e subscrevam o nosso canal no Youtube

Fonte: DriveTribe

Relacionados com esta noticia

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notificar de