O momento em que compramos um carro, é um momento importante, especialmente se estivermos a falar de carros usados. Quando compramos um carro esperamos que à partida este se encontre em boas condições e um dos indicadores que mais temos em conta, são os quilómetros do carro.

Mas como é que sabemos se aqueles quilómetros são verdadeiros ou não? Reza a lenda que há uns anos tudo o que era carro importado, vindo lá do estrangeiro, o odómetro andava para trás com a viagem e os carros perdiam uns quilómetros quando chegavam ao nosso país.

Sigam-nos no Facebook e subscrevam o nosso canal no Youtube

 

É claro que isso terá acontecido em algumas situações, quando se lida com pessoas pouco sérias, acabamos por correr o risco de ser enganados. Juizos de valor à parte, como é que conseguimos garantir que um carro não tem os quilómetros alterados?

Por muito bem feito que o trabalho seja executado, não existem crimes perfeitos e existem pormenores que podemos observar num carro. Caso este tenha o historial de assistências, podemos traçar um perfil com base nos quilómetros percorridos entre assistências.

Se um carro com 10 anos durante boa parte da sua vida fez uma média de quilómetros e de repente existe uma discrepância nas últimas revisões, poderemos estar perante uma falsificação. No entanto esta prova é falível, pois também existem casos de livros de revisões falsificados, pelo que se for um trabalho bem feito, o executante irá também ter atenção a esse pormenor.

O indicador mais fidedigno, é mesmo o aspecto geral do carro, especialmente do seu interior, pois para o carro andar, tem que estar alguém ao volante do carro, o que acaba por desgastar o seu interior com a utilização.

Caso vejamos um carro com uma quilometragem suspeita, os detalhes do interior podem ser fulcrais, caso o desgaste do mesmo não acompanhe uma utilização semelhante, ou seja, caso este esteja demasiado desgastado e o número de quilómetros for muito díspar, é caso para desconfiar, pois podemos estar perante um carro com os quilómetros alterados.

Veja ainda: Porque medimos o desgaste do carro em quilómetros e não em horas?

Poderá observar o volante, travão de mão, ou até, o banco do condutor, para procurar desgaste anormal em relação ao desgaste do carro, com os quilómetros alterados que o carro possivelmente terá.

Os elementos de desgaste mecânicos poderão também ser um bom indicador, pastilhas de travão, discos, suspensão e embraiagem, com um desgaste anormal, poderão ser elementos determinantes.

Caso não entenda patavina de mecânica, leve um mecânico de confiança consigo para poder inspeccionar o carro, ou em alternativa, leve o carro à marca para fazer um teste diagnóstico, pode ser que com sorte, o carro tenha tido assistências na marca e haja um registo oficial, que o permita determinar se o carro tem ou não, os quilómetros alterados.