nsx type R

A resposta a esta questão não poderia de deixar de ser a mais óbvia, pois este exemplar encontra-se na própria Honda no Japão. O Honda NSX-R (também conhecido como NSX Type R), foi o primeiro modelo da empresa a adoptar a designação Type R no ano de 1992.

A segunda geração surgiu em 2002 e para muitos fãs de JDM é a melhor geração, por ser significativamente mais emocionante para conduzir, mas também por ser mais raro.

O exemplo original pertence ao Salão de Coleções da Honda, um museu que inclui cerca de 300 carros, motas, modelos de corrida restaurados, entre outros. Este museu que certamente é o paraíso para qualquer amante da marca nipónica, está localizado em Motegi, Japão.

Comparado com o NSX normal, o NSX-R da segunda geração foi submetido a uma dieta significativa que incluiu um capon em carbono, uma asa traseira oca de carbono, assentos de carbono-kevlar e tecido mais leve e uma série de outros apontamentos, que tornaram este carro tão especial.

Já Subscrevam o nosso canal no Youtube?

 

A direção hidráulica foi também retirada, como objectivo final da leveza máxima. As jantes são forjadas, a bateria é mais pequena, o vidro traseiro é mais fino e acreditem ou não, esta lista continua. O peso é avaliado em 1.270 kg, 100 kg a menos que um NSX normal.

A suspensão apresenta amortecedores e molas melhoradas e barras estabilizadoras mais grossas. O V6 de 3.2 litros pode produzir os mesmos 276cv como os modelos normais, mas cada unidade NSX-R foi montada à mão, resultando em perdas de potência significativamente menores.

Veja ainda: Uma colecção que qualquer fã da Honda gostava de ter

A Honda reivindicou que o NSX-R, faz dos 0-100km/h em 4.4 segundos e a sua velocidade de máxima baixou para os 270km/h devido a uma caixa de velocidades mais curta. E é disso que as lendas da JDM são feitas.