Hoje enquanto estacionava o meu carro junto à praia, dei por mim num momento de distracção, onde por apenas alguns milímetros, quase ia batendo com o carro, num poste de electricidade que me apareceu do nada.

Depois daquele suor frio que nos faz gelar a alma, la estacionei o carro no devido sítio. No entanto, aquela distração acabou por me deixar a pensar, que por uma parvoíce e numa fracção de segundos, poderia ter danificado à séria o meu carro.

Nos minutos que se seguiram, entrei num momento de introspecção, onde revivi alguns dos momentos, onde por uma pequena distracção e pela maneira mais parva do mundo, acabei por danificar o meu carro.

A primeira que me vem à memória foi com o meu velhinho Rover 111, onde ao fazer marcha atrás, acabei por levar na frente uma pequena árvore, que mais uma vez apareceu de repente e sem aviso.

Já Subscrevam o nosso canal no Youtube?

Do embate resultou um empate técnico, onde a arvore acabou ligeiramente arranhada e combalida, enquanto o meu carro, ficou com o para-choques ligeiramente empenado. Nada que umas boas pancadas, não levassem o para-choques ao sitio.

A segunda memória, admito que ainda me tira o sono à noite. Aconteceu com o meu antigo Seat Ibiza, num dia de manhã antes de ir trabalhar. A preguiça bateu mais forte e acabei por decidir levar o carro em vez de ir a pé.

Tirar o pobre Ibiza da garagem do prédio, era um autentico exercício de contorcionismo, ao qual eu e os meus colegas de casa éramos obrigados a fazer. Mas nesse dia, o número acabou mal e acabei por lamber a parede com a lateral do carro.

Da distracção, acabei com um risco que ia da porta da frente e atravessava todo o painel traseiro. Por azar dos azares, tinha posto o carro à venda há uma semana. Claro que esta pequena distracção me custou umas centenas de Euros na venda do carro.

Veja ainda: Dicas para escolher o primeiro carro…

Já com o Leon, a distracção mais parva deu-se no dia em que coloquei as jantes novas. Umas horas após as ter colocado, uma pequena distracção, fez com que a jante batesse no passeio ao estacionar. Isto ao inicio da noite de um sábado… Acho que conseguem imaginar a minha azia nesse momento… Nessa noite foi beber para esquecer, mas o carro não saiu do sitio…

Agora depois de ter exposto as minhas idiotices, quero saber quais foram as vossas e quais as formas mais parvas com que vocês danificaram o vosso carro. Partilhem nos comentários, vamos lá ver quem é que ganha… 😀