Há vários meses atrás,  vimos pela primeira vez o novo Renault Clio em testes, sob a forma de protótipo, enquanto ainda apresenta uma camuflagem que abrangia toda a sua carroceria. A camuflagem que costumava estar nas portas e pára-lamas, desapareceu, dando-nos uma melhor ideia da forma do novo Renault Clio.

Não haverá mudanças radicais, como se pode ver e a silhueta do carro, é muito semelhante à do modelo actual. Obviamente, as maiores modificações ocorrerão nas extremidades dianteira e traseira, que serão alinhadas com o estilo utilizado no Renault Megane.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Estas novas fotos também revelam que o Clio continuará com travões de tambor no eixo traseiro, pelo menos, nas versões mais básicas. O interior do novo Renault Clio, também ecoará o design do Megane, graças a um ecrã táctil vertical no centro do tablier. Um painel de instrumentos digital também está nos planos, pelo menos como opção.

O novo Renault Clio utilizará uma versão actualizada da arquitectura CMF-B do modelo actual, que também serve de base ao Nissan Micra. Espera-se que a linha de motores seja composta pelo omnipresente turbo-diesel de 1,5 dCi, bem como, por unidades a gasolina com turbo de 1.0 e 1.3 litros, este último, desenvolvido pela Renault-Nissan e Daimler.

Fala-se de opções híbridas e híbridas e plug-in, mas essas não chegam aquando do lançamento. Enquanto a próxima geração do Opel Corsa, oferecerá uma variante totalmente eléctrica, o Clio não, para assim, não roubar vendas ao Zoe.

Em termos tecnológicos, o novo Renault Clio irá oferecer os mais recentes recursos de assistência da marca, incluindo um sistema de direcção semi-autónoma de nível 2. De acordo com relatos recentes, o novo Renault Clio chegará no início de 2019, o que significa que deverá estrear no Salão de Genebra.

[espro-slider id=12284]