Schumacher

A família do heptacampeão mundial Michael Schumacher disse que vai comemorar as “suas vitórias, os seus recordes e seu júbilo” nos seus 50 anos.

O alemão sofreu ferimentos graves na cabeça num acidente de Ski em 2013 e não foi visto em público desde então.

O ex-piloto da Ferrari está a ser tratado em casa na Suíça, mas pouco se sabe sobre sua recuperação.

“Podem ter certeza de que ele está nas melhores mãos”, disse sua família.

“Estamos a fazer tudo humanamente possível para o ajudar.”

“Por favor, entendam que estamos a seguir os desejos de Michael, mantendo um assunto tão sensível como a saúde, como sempre foi, em privacidade.”

 

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Ferrari lança a exposição Schumacher no 50º aniversário. O director-gerente da Fórmula 1, Ross Brawn, que era director da equipe de Schumacher na Ferrari, disse: “Estou constantemente em contacto com a esposa de Schumacher, Corinna, e concordo totalmente com a decisão deles.”

“Michael sempre foi uma pessoa muito privada e isso tem sido um princípio orientador na sua carreira, na sua vida. E a sua família sempre concordou com essa escolha.”

Na quinta-feira, a família de Schumacher vai lançar a aplicação oficial Michael Schumacher, que será um “museu virtual” das conquistas do piloto.

A carreira de Schumacher em números:
7 – um recorde de sete campeonatos mundiais – dois com Benetton em 1994 e 1995, e cinco seguidas para a Ferrari de 2000 a 2004.
91 – vitórias em corridas, a partir de 306 partidas.
68 – pole positions, um recorde batido por Hamilton em 2017.
15 – temporadas consecutivas com uma vitória no Grande Prémio, de 1992 a 2006. É um recorde.
8 – vitórias no Grande Prémio da França, mais que qualquer piloto em uma única corrida. Sete vitórias no Canadá e San Marino também são incomparáveis ​​por qualquer outro piloto.
17 – pódios em 17 corridas na temporada de 2002.
43 anos quando ele fez o seu seu último GP, no Brasil em 2012. Ele originalmente aposentou-se em 2006, mas voltou três anos depois.