Antigamente, para roubar um carro, era necessário forçar a entrada e fazer um bypass ao sistema eléctrico, para conseguir por o carro a trabalhar. Mas à medida que a tecnologia avança, estranhamente, o processo utilizado pelos ladrões está a ficar facilitado.

Cada vez mais, os fabricantes introduzem sistemas Keyless em que basta ter a chave no bolso para abrir o carro e seguir viagem. No entanto, se no inicio dos anos 90 quando esta tecnologia foi introduzida, as questões de segurança não eram um problema, parece que os ladrões estão cada vez mais inteligentes e já existem maneiras para clonar as frequências emitidas pelas chaves.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Este vídeo, embora seja bastante antigo, mostra a facilidade com que um Tesla Model S foi roubado, mostrando os ladrões a clonar a frequência da chave e a arrancar com o carro como se fosse deles.

No vídeo, pode-se ver como são necessários menos de 30 segundos, para clonar o sinal da chave FOB do Tesla e arrancar com ele para bem longe.

A Tesla entretanto, já introduziu uma medida de segurança bastante simples, que passa por colocar um pin para se poder arrancar com o carro, algo muito semelhante ao que se usa nos telemóveis.

Sempre que o condutor se senta no banco, é pedido um pin, antes de iniciar a marcha. Para configurar este pin é bastante simples, basta aceder ao menu de controlo, aceder ao menu de segurança e seleccionar o Pin para conduzir.

Mais recentemente, a Tesla introduziu o Sentry Mode, que é uma espécie de sentinela, que está sempre em constante alerta protegendo o carro.

O Sentry Mode, adiciona uma camada única de protecção aos modelos da Tesla, monitorizando continuamente o ambiente em redor do carro.

Quando activado, o Modo Sentinela entra em estado de “Espera”, como muitos sistemas de alarme domésticos, que usam as câmaras externas do carro para detectar possíveis ameaças.

Se uma ameaça mínima for detectada, como alguém encostado ao carro, o Modo de Sentinela passa para um estado de “Alerta” e exibe uma mensagem de aviso de que as suas câmaras estão a gravar.

Se uma ameaça mais grave for detectada, como alguém partindo um vidro, o Modo Sentinela passa para o estado “Alarme”, que activa o alarme do carro, aumenta o brilho do ecrã central e reproduz música no volume máximo do sistema de som do carro.

Se um carro mudar para o estado “Alarme”, os proprietários também irão receber um alerta na aplicação móvel da Tesla, informando que ocorreu um incidente.

Eles poderão fazer o download de uma gravação de vídeo de um incidente (que começa 10 minutos antes do momento em que uma ameaça foi detectada), para isso apenas deverão inserir uma unidade USB formatada no carro, antes de activar o Modo Sentinela.

O Modo Sentinela deve ser activado sempre que um condutor quiser usar o sistema, para tal, deverá aceder ao menu Controlos> Segurança e Segurança> Modo Sentinela.

Este modo está disponível para os Model 3, Model S e Model X que foram construídos após Agosto de 2017.