Logo após o discurso ambiental de Greta Thurnberg na ONU, a gigante Daimler, foi multada em 870.000.000 de euros (sim, são muitos 0’s), devido a testes de emissões fraudulentos.

Há mais de quatro anos, rebentava o escândalo do dieselgate, que envolvia a Volkswagen, num dos maiores esquemas de fraude do sector automóvel, onde a marca alemã, manipulou testes de emissões, em mais de 11 milhões de carros.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

De acordo com algumas declarações das autoridades de Estugarda, os investigadores, descobriram que a Mercedes-Benz, vendeu cerca de 684.000 veículos que não estavam em conformidade com os regulamentos de emissões de óxidos de nitrogénio.

A empresa alemã, não contestou a decisão e aceitou pagar a multa que lhe foi imposta. Olhando para as consequências e tendo em conta, o exemplo do dieselgate, a Daimler parece que teve sorte e conseguiu escapar a sanções mais graves.

Será que à medida que as restrições ambientais vão apertando, vão surgindo mais casos de marcas que “falseiam” os testes de emissões?