De momento, o Lamborghini Urus é um sucesso de vendas e continua a trazer novos clientes para a marca italiana. Há 10 anos atrás, parecia insondável que a Lamborghini sonhasse em fabricar um SUV, no entanto, ele existe e é um verdadeiro case study.

A Lamborghini faz parte do grupo Volkswagen, e esta, como sendo uma marca sensata, está ciente de que este momento de sucesso pode não durar para sempre. Como tal, os executivos do grupo alemão, ponderam colocar a marca italiana à venda, ou até mesmo, colocar uma oferta pública sobre ela, de forma a capitalizar algum do seu sucesso.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Empresas como a VW estão sempre a procurar expandi-se e segundo a Bloomberg, o CEO Herbert Diess, planeia atingir um valor de mercado para o Grupo Volkswagen, que ronda os 220 mil milhões de Euros, no entanto, o valor actual, ronda os 89 mil milhões, fruto da desaceleração das vendas.

Tornando a Lamborghini numa marca pública, muito ao jeito do que aconteceu com a Ferrari, a Volkswagen teria uma maior margem de manobra para expandir marcas como a Audi e Porsche.

Segundo algumas fontes, os preparativos para tornar estes planos realidade já estarão a andar e todo o processo, deverá estar pronto no final do próximo ano.

No entanto, a Lamborghini parece estar meio que num limbo, pois já tem alguns modelos com bastante idade, como é o caso do Aventador, que já tem 8 anos e o Huracan que já leva 5 anos.

A VW parece estar relutante em investir recursos na actualização desses modelos mais antigos e principalmente, para redesenhar a arquitetura V12 de quase 50 anos do Aventador.

No entanto, esta relutância da VW é compreensível, pois desenvolver um novo motor V12 que vá de acordo com as normas europeias EURO 7, é algo muito dispendioso, o que pode mesmo levar, que esta arquitectura venha a desaparecer em favor dos V10, ou até mesmo dos V8.