Nissan-Honda

Um analista acredita que uma fusão entre a Nissan e a Honda não será impossível, informa a Bloomberg.

De acordo com o analista da LightStream Research, Mio Kato, o relacionamento “fracturado” entre a Nissan e a Renault (mesmo que as duas empresas afirmem publicamente o contrário) poderia incentivar a empresa japonesa a procurar uma nova parceria que permitisse rivalizar com a Toyota. Isso poderia acontecer, se juntasse forças com a Honda.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

“A Honda nunca se envolveu em fusões e aquisições agressivas e uma fusão entre a Honda e a Nissan deve ser impensável, mas com a crescente competitividade da Toyota, sentimos que, se a Nissan desejasse um parceiro de aliança para substituir a Renault, a Honda pode não ser totalmente contra a idéia”, disse Kato.

Nem a Honda nem a Nissan responderam ao relatório, mas recentemente a Nissan negou as alegações de que está pensando em encerrar sua aliança com a Renault após a recente fuga do ex-presidente Carlos Ghosn do Japão.

Kato acredita que, à medida que os fabricantes de automóveis buscam estabelecer fortes parcerias nos próximos anos, a indústria automobilística japonesa pode ser dividida em dois grupos gigantes, um dos quais seria a Toyota, que já possui participações na Mazda, Suzuki e Subaru.

Se a Nissan abandonar a Renault em favor da Honda, as vendas anuais do novo grupo poderão subir de pouco menos de 11 milhões de unidades por ano para aproximadamente 12 milhões de unidades por ano.

“A Nissan tem possibilidades atraentes de se inclinar na frente de potenciais pretendentes, sendo que a marcha incansável da Toyota, pode exigir mudanças drásticas para quem está do lado de fora no Japão”, escreveu ele.

Será que a Honda também poderia ter vantagens nesta possível fusão?