marca mais rentável do mundo

O custo de produção de um supercarro é tão grande, que muitas marcas renunciam a essa opção, para conseguirem ser lucrativas. Um exemplo claro disso é a Lexus, pois com o LFA, apesar de ter vendido todas as 500 unidades, cada uma com um preço de quase 400.000 euros, conseguiu perder dinheiro com o projeto.

Portanto, não ficamos surpreendidos ao encontrar apenas um fabricante especializado em veículos de alto desempenho, entre os mais rentáveis ​​de 2019, segundo uma análise feita pela CarIndustryAnalysis.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

O mais impressionante, é que esta empresa, é de longe a mais lucrativa. De facto, a Ferrari registrou lucros recordes no ano passado, em especial, graças ao maior volume de vendas, que aumentou face a anos anteriores.

Assim, a marca do ‘Cavallino Rampante’, alcançou uma margem positiva de 23,2% e obteve, em média, um lucro de 86.369 euros em cada um dos 10.131 veículos vendidos em 2019.

Fonte: CarIndustryAnalysis

Para entender estes números, é preciso observar a rentabilidade por veículo das outras marcas, que na melhor das hipóteses, ronda os 3.000 euros. É o que acontece com a BMW, a segunda classificada nesta lista, que tem que vender 30 carros, para alcançar os lucros gerados por um único Ferrari vendido.

Apesar dessa lacuna abismal, a empresa de Munique não se sai mal, assim como a Toyota e a Volvo, que têm uma rentabilidade 44 e 45 vezes menor, respectivamente, por veículo do que a Ferrari.

Fonte: CarIndustryAnalysis

Entre os fabricantes franceses, os veículos do Grupo PSA são 65 vezes menos lucrativos e os da Renault, 122. Na parte inferior do ranking, encontramos a Ford, que é 908 vezes menos lucrativa que a Ferrari e a Nissan, que precisa de vender 926 veículos, para igualar o lucro de um desportivo da marca italiana.

No fundo da lista também encontramos a Tesla, que embora tenha vendas bastante expressivas um pouco por todo o mundo, e tenha tido um aumento de 50% no seu volume de vendas, ainda é uma marca que não dá lucro e perde cerca de 168€ por cada carro vendido.

Fonte: CarIndustryAnalysis

A Ferrari, é também uma das marcas com o maior aumento no volume de vendas, que a par com a Volvo, registaram um aumento de 10% face ao ano anterior. No que toca a números de vendas, as campeãs são a Volkswagen e a Toyota, que venderam mais de dez milhões de carros no ano passado.

Fonte: CarIndustryAnalysis

Em geral, os resultados dos fabricantes foram bastante estáveis ​​em 2019, mas mudarão substancialmente em 2020, devido à pandemia global que estamos a enfrentar.