simulador de corrida

Numa altura em que não existem eventos de desportos motorizados, estamos a assistir a um boom dos simuladores de corrida. Por isso mesmo, as pessoas vão-se adaptando e preparando os seus setups, uns mais básicos, outros mais complexos. E aqui, encontramos modelos básicos, que passam pela utilização de uma tábua de passar a ferro, até a sistemas mais complexos, como é o caso deste MINI Cooper S de 2005.

Claro que adaptar um carro real, para utilizar como simulador, pode parecer demasiado extremo, mas por incrível que pareça, todo esse nível, é ultrapassado quando olhamos, para o nível de detalhe na adaptação do carro.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

O projecto foi construído no estado do Utah, nos Estados Unidos e teve como base, um Mini Cooper S de 2005, que foi comprado por cerca de 800€ e que tinha um motor partido.

Para montar o simulador, o carro teve que ser cortado em secções, para depois voltar a ser montado utilizando uma estrutura de madeira, muitas porcas e parafusos, para garantir a rigidez estrutural do carro sem recorrer a soldaduras.

Por dentro, o carro está praticamente completo, inclui o tabliet, mostradores e até mesmo, os bancos frontais e traseiros. No lugar do para-brisas, está agora um monitor Samsung de 49”, para garantir a boa visibilidade para o mundo virtual.

Como este mini já não tem motor montado, o que lhe dá vida é um PC construído para gaming, que equipa um processador Intel i9 dedicado, seis alto-falantes Harman Kardon com som surround e um subwoofer na bagageira. Depois, tem ainda uma série de goodies, que incluem carregadores de telefone sem fio, iluminação e muito mais.

O simulador em si, é um Fanatec com pedais invertidos e ajustáveis, como se de um carro real se tratasse. Todo este setup, condiz na perfeição com toda a complexidade do projecto.

Em baixo podem ver um vídeo onde este simulador é mostrado, assim como, algumas imagens de toda a fase de montagem. E vocês se tivessem espaço, dinheiro e um carro parado, arriscavam nesta solução?