roubo de catalisadores

Um pouco por toda a Europa, têm-se generalizado o roubo de catalisadores e Portugal, não tem sido excepção. São cada vez mais os condutores, que chegam aos seus carros e ao por o carro a trabalhar, dão pela falta deste elemento na linha de escape.

Depois de há uns anos, as jantes terem sido o alvo predileto do amigo do alheio, desta vez, o alvo parecem ser os catalisadores. Estas, são peças que mesmo usadas, são vendidas por valores bastante altos, devido aos materiais que fazem parte da sua composição.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Platina, paládio ou ródio, são alguns dos materiais que compõem este componente e permitem filtrar as emissões tóxicas provenientes do motor. No entanto, podem ser vendidos a 65 euros a grama, o que aguça o interesse de quem pretende vender este tipo de material a sucatas.

O esquema do roubo de catalisadores, envolve a falsificação de facturas, da parte das sucatas, para que depois possam revender estes metais, a outras sucatas que tenham os alvarás necessários, para os poderem comercializar e transportar.

Segundo o JN, grande parte destes negócios, acontece entre sucatas portuguesas e espanholas, onde a fiscalização existente é muito menor.

Mas se pensam que estes assaltos acontecem apenas pela calada da noite, estão enganados. No UK, câmaras de vigilância mostram um assalto, a decorrer em plena luz do dia e onde os assaltantes, se manifestavam completamente serenos, enquanto que munidos de uma serra eléctrica, subiram o carro com um macaco e removeram o catalisador do carro.