cold start

Se pesquisarem no Youtube por qualquer carro desportivo seguido de “Cold Start”, provavelmente vão ter horas e horas de conteúdo sonoro. Mas já se perguntaram, porque é que os “Cold Starts” soam tão bem?

A resposta, é bem mais simples do que aquilo que podemos imaginar e deve-se, ao trabalhar ineficiente do motor até que este aqueça. Quando o motor está frio, o combustível não é bem queimado e existe uma maior resistência interna.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Para que os combustível seja queimado de forma mais eficiente, o motor tem que operar a temperaturas mais altas. Para obter essa temperatura ideal, os carros tendem a trabalhar em regimes mais altos, daí alguns carros mais antigos, enquanto frios, têm um relantim mais algo, que pode chegar perto das 2000rpm.

Nos carros modernos, existe ainda a questão dos catalisadores, que precisam de calor para funcionar corretamente. A solução, portanto, é fazer o motor funcionar de forma mais ineficiente por um curto período de tempo, de forma a permitir que as emissões prejudiciais sejam filtradas mais cedo.

Claro que tudo depende do motor e quanto maior, melhor o barulho originado pelo cold start. Dado que o motor durante esse período não trabalha de forma tão regular, é normal que os gases por ele expelidos sejam mais nocivos para o ambiente e para quem está a 20 cm da saída de escape com o telefone na mão a filmar.

Mas não vai ser isso, que vai fazer com que os cold starts não sejam viciantes, pois o resultado final, é sempre um som bastante particular, que faz as delícias de qualquer petrolhead pela manhã.