Para os verdadeiros fãs do automobilismo, especialmente do mundo dos rallys, o piloto alemão Walter Röhrl, duas vezes campeão mundial de rallys, com um Fiat 131 Abarth em 1980 e com um Opel Ascona 400 em 1982, é um verdadeiro ícone do mundo das corridas.

Actualmente, Walter Röhrl trabalha com a Porsche, um dos fabricantes com quem também competiu no campeonato do mundo de rallys. Agora, passados 40 anos, o piloto alemão reencontrou um dos seus antigos carros de rally, o Porsche 924 Carrera GTS Rally de 1981.

Este carro foi totalmente restaurado e ostenta a decoração original Monnet em preto e dourado, a mesma que em 1981, utilizou durante o rally ADAC Metz International Rally com Walter Röhrl ao volante e Christian Geistdörfer como navegador. Nesse mesmo ano, Röhrl alcançaria quatro vitórias com este carro em Hessen, Serengeti, Alemanha e no Báltico.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

No ano seguinte, ambos foram para a Opel, mas o 924 Carrera GTS continuou a competir, tendo sido a sua última corrida no Rallye Boucles de Spa, em 1982, com Jacky Ickx ao volante. O carro ‘aposentou-se’ a 27 de agosto de 1982.

Até ao recente restauro no Centro de Desenvolvimento de Weissach, a pintura e todos os componentes mecânicos do carro permaneceram inalterados. Alguns elementos, como os cintos de segurança, em vermelho e bordados com as iniciais ‘R’ e ‘CG’ (em alusão a Walter Röhrl e Christian Geistdörfer), são originais e, por isso, encontram-se desgastados pelo sol.

O carro de rali é baseado no 924 Carrera GTS que, em 1981, era o modelo mais caro da gama Porsche. Este 924 Carrera GTS Rally, saiu da fábrica a 12 de dezembro de 1980 e foi o quinto dos nove protótipos produzidos, equipa um motor 2.0 turbo de quatro cilindros e actualmente tem 10.371 quilómetros no odómetro.

No início de março, a equipa do Museu da Porsche e Roland Kussmaul, o engenheiro que construiu o carro em 1981, surpreenderam Röhrl com o Porsche ‘Monnet’, preparado para estrada, como um presente no seu 74º aniversário.

Fonte: motor1