peugeot 405

Quando a produção de um carro termina, nem sempre é o fim do modelo. Muitos carros antigos ganham uma vida nova em outras partes do mundo, construídos para mercados com emissões e regulamentos de segurança menos rigorosos.

O melhor exemplo disso é certamente o Peugeot 405. Embora a Peugeot tenha deixado de fabricá-lo há quase 25 anos na Europa, em alguns países nunca saiu do mercado. A Iran Khodro, também conhecida como IKCO, produz o carro sob uma licença especial em alguns mercados emergentes como é o caso do Azerbeijão, onde desde 2019 e depois de algumas actualizações, o carro se passou a ser designado de 406 e é vendido por cerca de 8500€.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Ele continua a ser tão popular por aquelas paragens, que em 2020, conseguiu vender mais de 77000 unidades, que lhevaleram a 12ª posição na lista dos segmentos D mais vendidos do mundo, ficando mesmo à frente do novo Peugeot 508, do Skoda Superb e do Opel Insignia.

Relativamente às motorizações possui um motor 1.8 atmosférico a gasolina com 100cv e um motor diesel com 10cv, ambos com “caixa automática”.

Se pensam que a nível de opcionais este carro está completamente obsoleto, pensem duas vezes, pois no interior já contamos com climatização automática, bancos eléctricos, sensores de estacionamento e… alguns airbags… pelo que não é propriamente o carro mais seguro para se andar… No entanto, por 8000€ não se pode pedir muito mais…