preço dos combustiveis

Numa altura em que o país tem os olhos postos na selecção nacional e na possibilidade da revalidação do título de campeões europeus, existe um estranho fenómeno a acontecer, do qual pouco ou nada se tem falado.

Falo do assalto constante a que os portugueses são sujeitos, sempre que vão a um posto de combustível. Mas o mais estranho no meio disto tudo, não é o facto dos combustíveis serem caros, porque isso, infelizmente já se tornou normal, o mais estranho, é o facto de ninguém falar ou sequer, se indignar com este tema.

Num país onde o ordenado mínimo é cerca de 665€, atestar o deposito de um carro a gasolina com s/ chumbo 95 num posto low cost, representa mais de 10% no orçamento mensal. Se falarmos da gasolina 98, essa percentagem aumenta substancialmente, pois o seu preço atingiu a marca de 1.80€ e ao que parece, não vai ficar por aqui, pois a tendência, é que este valor se vá aproximar perigosamente da marca dos 2€.

Já o gasóleo, o seu preço por litro ultrapassa a marca de 1.5€, o que representa um valor extremamente alto, especialmente se tivermos em conta, que este é o combustível utilizado pela maior parte do tecido empresarial do nosso país.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

O QUE REALMENTE DITA O PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS?

Embora se queira culpar o preço do crude pelo aumento do preço dos combustíveis, a verdade é que mesmo com o valor em queda, o preço dos combustíveis no nosso país não deixou de aumentar. Tudo, porque somos dos países da Europa com a maior carga fiscal sobre os combustíveis fósseis, tanto, que por cada litro de combustível, mais de 60% desse valor vai directamente para os cofres do estado.

Impostos, taxas e taxinhas, estes são os verdadeiros motivos que explicam o preço obsceno dos combustíveis praticados no nosso país. Os combustíveis são uma das melhores fontes de receita para os cofres do estado, pois todos os anos, os combustíveis representam um enorme encaixe financeiro.

Claro que a bandeira ecológica, parece ser a grande justificação para estes preços abusivos, mas será que a receita resultante deste assalto aos bolsos dos portugueses, é usado para criar uma solução sustentável que nos permita no futuro, optar por uma alternativa aos combustíveis fósseis?

A resposta é um redondo NÃO, pois a verdade, é que este encaixe financeiro, serve para tapar os buracos deixados por uma má gestão do erário publico, onde são queimados milhares de milhões com bancos e empresas de aviação falidas.

E é claro que vão aparecer umas quantas pessoas, a dizer que apoiam estas medidas e que os combustíveis fósseis ainda haviam de ser mais caros, pois o futuro está no eléctrico ou em qualquer outra solução que não passe pela utilização dos combustíveis fósseis.

No entanto, devemos realmente pensar, se o aumento da carga fiscal sobre os combustíveis fosseis é o caminho mais correcto e quantas pessoas conseguem nesta fase, aceder a uma alternativa válida aos combustíveis fósseis.

Carregar com impostos, só irá fazer com que exista um maior estrangulamento financeiro no nosso país, o que leva ao perpetuar da utilização dos combustíveis fósseis e de veículos mais antigos e mais poluentes, o que acaba por ser uma enorme pedra no caminho da tão desejada transição energética.

Este texto não tem qualquer conotação política, e é apenas um desabafo, de alguém que vê uma situação cada vez mais agravada e incomportável para muitos.