preços mais baixos

Um estudo realizado pela Dacia, indica que os clientes da marca, tendem a “desprezar” tecnologia desnecessária ou não essencial num carro, em favor de preços mais baixos.

O estudo que envolveu 2.000 clientes, apurou que 76% dos inquiridos, acreditam que muita da tecnologia presente actualmente num carro pode ser uma distração, enquanto 61% preferem preços mais acessíveis e carros equipados apenas com a tecnologia que usam regularmente. Para 69% dos inquiridos, a tecnologia presente actualmente nos automóveis tornou-se muito complicada.

No geral, 78% dos inquiridos, disseram que apenas necessitam das tecnologias básicas presentes num carro, como é o caso de um rádio com ligação bluetooth, sensores de estacionamento, ou outras tecnologias que tornem a utilização do carro mais facilitada.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Este estudo, acaba por ter resultados que vão em contra à visão da marca romena, pois esta assume-se como sendo acima de tudo, uma marca prática que oferece nada mais, do que o estritamente essencial para o condutor e só assim, é que a Dacia consegue ter preços tão competitivos, como os que tem apresentado nos seus modelos.

Claro que esta abordagem tem um preço, e a falta de algumas tecnologias referentes a ajudas à condução, faz com que os modelos da Dacia, não consigam obter 5 estrelas nos testes da euroNCAP. Mas dado que os modelos actuais, partilham todos plataforma com os actuais modelos da Renault, espera-se que nos testes de colisão, estes sejam tão seguros, como os carros da marca francesa.

No mês passado, a Dacia anunciou que o próximo Duster, com lançamento previsto para 2024, seguirá a mesma estratégia, oferecendo uma excelente relação preço-qualidade, mesmo apesar da introdução de um sistema híbrido.