carros re-condicionados

O mercado dos equipamentos re-condicionado é algo que já não é novo, já nos habituámos a ver telefones ou electrodomésticos à venda depois de reparados, no entanto, no mercado automóvel, este tipo de negócio foi algo que nunca foi explorado. No entanto, a Renault decidiu iniciar um projecto, que tem como principal objectivo, re-condicionar veículos e voltar a colocá-los à venda no mercado.

Depois deste projecto se ter iniciado na sua fábrica de Flins (Yvelines, França), que continua a ser o centro estratégico da economia circular do grupo para a Europa, esta nova “Refactory” que irá ser criada em Sevilha, reunirá atividades de economia circular para a Espanha com base no potencial de valor do veículo em cada fase do seu ciclo de vida.

Esta fábrica espanhola, terá como principais objectivos o desempenho das seguintes funções:

  • Re-Trofit: re-condicionamento de veículos usados;
  • Re-Energy: reparação e desenvolvimento de aplicações para baterias em fim de vida, como armazenamento de energia;
  • Re-Cycle: reciclagem, gestão de recursos e fabricação de caixas de velocidades E-Tech;
  • Re-Start: um centro de formação, produção e desenvolvimento dedicado à economia circular.

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?


A “Refactory” de Sevilha deverá entrar em funcionamento entre 2022 e 2024 e a divisão Re-Trofit iniciará actividade no final de 2022, com capacidade para re-condicionar mais de 10.000 veículos e reparar até 1.000 baterias por ano até ao final de 2025.

carros re-condicionados

O anúncio faz parte do plano industrial das fábricas espanholas do Grupo Renault, incluindo a alocação de cinco novos veículos e uma nova família de motores para as fábricas de Castela e Leon. Na fábrica de Sevilha serão ainda fabricados dois novos modelos de caixas de velocidades electrificadas para os veículos híbridos do Grupo.

Numa altura em que as questões climáticas são cada vez mais importantes, este tipo de programas têm como principal objectivo reduzir o desperdicio e a pegada ecológica deixada pelos carros usados. Por isso mesmo, é possível que em breve, possamos ver este tipo de programas alargados a outras marcas.