estações de carregamento

Aumentar o número de estações de carregamento, é certamente uma das medidas que a UE tem que implementar, para que a tão desejada electrificação consiga ter sucesso. Para muitos, o facto de os locais de carregamento ainda serem escassos, levam a que a compra de um carro eléctrico seja adiada. No entanto, o Parlamento Europeu parece ter compreendido a situação e decidiu agora entrar em campo, para tentar encontrar uma solução para o problema, pelo menos em parte. 

O Parlamento Europeu deu luz verde ao Regulamento de Infraestrutura de Combustíveis Alternativos (AFIR), um dos componentes mais importantes do pacote pretendido pelo Comissão da União Europeia, para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, em pelo menos 55% até 2030 (em relação aos níveis de 1990). O objectivo desta medida, é aumentar o número de instalações disponíveis para recarregar veículos elétricos

Já subscreveram o nosso canal no Youtube?

Cada país membro, deverá preparar um plano estratégico, que será apresentado até 2024. O objetivo é garantir a instalação de uma estação de carregamento para carros elétricos a cada 60 quilómetros, nas principais estradas da UE até 2026.

Deve ser ainda indicado um preço por kWh, conveniente e comparável com os preços médios. Além disso, os deputados apelam à criação de um ponto de acesso europeu comum, para dados de combustíveis alternativos até 2027, de forma a fornecer informações sobre a disponibilidade de combustíveis alternativos, tempos de espera e preços em toda a Europa.

O hidrogénio não foi esquecido, pois os deputados também salientaram a importância da instalação de mais estações de abastecimento de hidrogénio ao longo das principais estradas da UE (a cada 100 km em vez de a cada 150 km, como proposto pela Comissão). O objetivo é fazer com que esse processo avance de forma mais rápida do que o inicialmente previsto. Inicialmente, a meta que foi definida para 2031, enquanto agora, está prevista a conclusão da obra até 2027.